fbpx

Como ter um consultório de dermatologia de sucesso

Sem dúvida, montar o próprio consultório de dermatologia é o sonho de todo profissional, além de um grande passo em na carreira médica, principalmente, para os dermatologistas que buscam ter mais autonomia e se destacar dentro de sua especialidade.

No entanto, se engana quem pensa que para montar seu consultório basta apenas ter um diploma e um bom local, na verdade, é preciso também pensar nos pequenos detalhes, muitas vezes subestimados.

Continue lendo esse artigo e descubra como montar um consultório de dermatologia de sucesso.

O que é Dermatologia?

o que é dermatologia

Dermatologia é uma especialidade médica centrada no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças e afecções relacionadas à pele, pelos, cabelos, unhas e mucosas, assim como, voltada para atuar em procedimentos médicos estéticos, cirúrgicos, oncológicos.

O profissional capacitado para exercer essa função é o dermatologista, que precisa graduar-se em Medicina, com seis anos de estudo em período integral, além de um curso de especialização ou um curso de residência médica ou de especialização em Serviço Credenciado à SBD, com duração de três a quatro anos, em período integral.

Vale saber que são mais de 3 mil doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos, dentre elas a acne (espinhas), alergias, vitiligo, psoríase, queda de cabelos, hanseníase (lepra) e câncer da pele.

Mas o dermatologista também pode tratar de doenças nas mucosas, como afecções na boca, lábios, gengiva, língua e área genital (doenças sexualmente transmissíveis ou doenças venéreas).

Além de diagnosticar, ajudar a prevenir e tratar doenças, esse profissional também pode solucionar problemas estéticos e trabalhar na manutenção da beleza da pele.

Enfim, assim como qualquer especialidade, é necessário um intenso estudo e prática para se especializar como dermatologista.

Mas e se o dermatologista quiser abrir o próprio consultório, o que precisa fazer? É isso que veremos a seguir.

O que é preciso para abrir um consultório de dermatologia?

excritório de dermatologia

Infelizmente, os cursos de medicina não preparam seus alunos para lidarem com toda essa questão burocrática, como administração ou gestão médica, por isso, a maioria dos médicos não sabe por onde começar na hora de montar seu próprio consultório.

Para realizar esse processo sem cometer alguns dos erros mais comuns, é preciso planejar cada detalhe, principalmente, os processos legais envolvidos na abertura de um negócio.

E dependendo dos procedimentos que serão realizados em seu consultório, é preciso atender exigências específicas, segundo a resolução 2.153/2016 do CFM.

Primeiramente, é preciso saber que mesmo o mercado dermatológico estando em constante crescimento, quem pretende ter um consultório de sucesso precisa se preparar muito bem, sendo fundamental  elaborar um plano de negócio que contenha todas as informações relevantes para a abertura da clínica.

Dentre outras coisas, um plano de negócio ajuda a entender quem são seus concorrentes, o seu público-alvo, assim como, quais são seus objetivos.

Enfim, para montar uma clínica, ou consultório próprio, é preciso estar atento tanto ao mercado quanto aqueles aspectos burocráticos para sua legalização.

Confira abaixo como começar a estruturar seu plano de negócio.

Plano de negócio

Viabilidade do negócio

É preciso analisar a real viabilidade do negócio, levando em conta os custos necessários para seu funcionamento, assim como, quais serão as principais formas de obter receita.

Nesse sentido, é preciso comparar o valor que irá investir com a perspectiva de faturamento, dessa forma, ter uma perspectiva do Retorno Sobre o Investimento (ROI) de sua clínica dermatológica, que é o principal fator a ser considerado na análise de qualquer negócio.

Investimento

É preciso considerar todos os insumos relacionados à estruturação da clínica, ou consultório de dermatologia, desde os gastos com reformas, móveis e materiais de trabalho, escritório e aquisição de aparelhos.

É preciso, também, considerar as despesas fixas, que são aquelas como energia, água, internet, telefone, gastos com pessoal, aluguel, condomínio, entre outros.

Público-alvo

Pois é, pode parecer irrelevante, mas é preciso também já ter definido qual será seu público alvo, já que se o objetivo for atingir públicos das classes A e B, por exemplo, terá uma estrutura de negócio totalmente diferente do voltado para a classe C.

Ou seja, a partir do público, é possível definir quais serviços serão ofertados e como serão ofertados, assim como, o tipo de estrutura e localização ideal para atingir esse público.

Localização

E, certamente, é preciso considerar, e muito, a localização, que deve ser estudada baseada no seu público- alvo, tipo de serviço prestado e objetivo.

Ou seja, não adianta instalar uma clínica ou um consultório em um bairro de classe média se o público-alvo do negócio são pessoas de classe média alta, por isso, a escolha do local é tão importante para o sucesso do negócio.

Assim, no caso de pretender atrair pacientes particulares, por exemplo, vale considerar se seu público-alvo pertence a classe A e B, e se guiar por localizações específicas, mas, por outro lado, se pretende investir em atrair pacientes através de convênio, vale optar por uma localização perto dos postos de saúde ou do centro da sua cidade.

Agora sim, após fazer um plano de negócio, chegou a hora de transformar seu sonho em  realidade, confira abaixo o passo a passo para ter seu consultório.

Passo a passo para ter um consultório de dermatologia

passo a passo para ter um excritório de dermatologia

Certamente, dermatologistas possuem necessidades específicas, principalmente, quanto à estrutura e equipamentos necessários, ainda mais se forem realizados alguns procedimentos cirúrgicos no local.

Dentre os procedimentos mais comuns podemos destacar os tratamentos a laser, peelings, cauterizações, e luz intensa pulsada.

Levando isso tudo em conta, confira abaixo um passo a passo do que é preciso para montar um consultório de dermatologia.

1. Escolha um local adequado

É preciso considerar o seu orçamento na hora de escolher o local onde terá seu consultório, além da localização, que já falamos acima, é preciso que o lugar atenda às suas expectativas, principalmente, no caso de pretender ampliá-lo futuramente, será que o local permite?

2. Considere a estrutura do imóvel

Como consultórios dermatológicos possuem algumas necessidades específicas, como uma sala exclusiva para procedimentos cirúrgicos, na hora de escolher o imóvel, verifique se há espaço para todas as salas que seu consultório precisa ter.

Normalmente, os consultórios dermatológicos possuem uma sala de atendimento, banheiros, sala para procedimentos cirúrgicos e uma recepção.

Se for possível, invista em um espaço que também permita uma copa para seus colaboradores.

3. Obtenha o Registro de Qualificação de Especialista

Como já foi dito acima, para ser um dermatologista, além dos anos de graduação em medicina, e anos de residência, também existe o RQE, Registro de Qualificação de Especialista, título que comprova que passou no exame e é de fato, um especialista em sua área.

Segundo a própria SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), existem alguns dermatologistas que se intitulam especialistas, mas não possuem o RQE, ou seja, não podem atuar em determinadas especialidades.

Por isso, se ainda não tem um RQE, é muito importante buscar esse título, afinal, é um dos fatores que a própria Sociedade Brasileira de Dermatologia indica para os pacientes que buscam um dermatologista mais qualificado.

No caso de já possuir um RQE, a dica é divulgá-lo, assim, estará fortalecendo o nome de sua clínica ou consultório, e se destacando da concorrência.

4. Regularize seu consultório

Não esqueça que após escolher a localização e imóvel do seu consultório, de ter em mãos o registro comprovando sua qualificação, será preciso regularizar o consultório, se certificando de que está seguindo todas as normas exigidas pelos órgãos regularizadores.

Comece pensando em qual tipo de atendimento será implementado, de acordo com os 54 tipos que existem segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde).

Feito isso, será preciso regularizar o seu consultório obtendo o CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde).

Também é preciso que seu consultório atue de acordo com as normas e padrões estabelecidos pelos órgãos de vigilância sanitária, e para se certificar de que as exigências estão sendo cumpridas, será preciso o Cadastro Estadual de Vigilância Sanitária.

Por último, mas não menos importante, ainda dentro das questões burocráticas, para poder, de fato, prestar seus serviços, também terá que obter uma licença para funcionamento, a qual requer avaliação e renovação anual.

Ou seja, para viabilizar o seu negócio, é importante estar com todos os documentos em dia, desde o CNPJ, alvarás locais de funcionamento, licenças junto aos Conselhos Regionais e cumprimento das normas sanitárias.

Como  fazer sua clínica de dermatologia ser um sucesso

Agora que já vimos como fazer um plano de negócio e a documentação necessária para viabilizar seu consultório, vamos ver o que é preciso para ter sucesso com sua clínica ou consultório!

1. Siga o código de ética (CFM)

 O primeiro passo para ter sucesso, em qualquer área, principalmente, na área médica, é conhecer bem o código de ética e utiliza-lo como referência no seu dia a dia e até na hora de criar ações e campanhas, com isso, evitará problemas futuros.

2. Invista em equipamentos de qualidade

consultório de dermato com equipamentos de qualidade
 

Escolhido o imóvel, chegou a hora de começar a colocar o sonho em prática, investindo em equipamentos e, claro, se deseja ter sucesso nessa área, precisa se cercar com o que há de mais novo no mercado.

Vale lembrar que, se tratando de dermatologia, existem diversos equipamentos que seu consultório pode obter, claro, tudo vai depender dos procedimentos que deseja realizar.

Mas, mesmo equipamentos mais básicos como mesas e cadeiras de exames devem ser confortáveis e visualmente atraentes, para que seus pacientes enxerguem um profissional preocupado com seu conforto.

E nessa lista devem constar ferramentas como dermatoscópios, lâmpadas de Wood, analisadores de pele e aparelhos de fototerapia que também precisam ser atuais.

Uma dica, é sempre procurar explicar para seus pacientes quais ferramentas irá utilizar e seus propósitos, transmitindo mais segurança e confiabilidade durante a consulta.

3. Se mantenha atualizado

A medicina vem evoluindo a passos gigantescos, por isso, é fundamental estar sempre se reciclando, procurando se atualizar com o que há de mais novo no mercado.

Não podemos esquecer que o  mercado dermatológico, ou da estética, está em constante evolução, com novos métodos ou equipamentos surgindo a cada dia, além de novas práticas e técnicas.

Por isso, é fundamental sempre tirar um tempo para se manter em dia com as novidades, até porque, com a internet, hoje em dia os pacientes têm acesso ao que há de mais novo e eficiente, e vão optar por quem ofereça essas novidades.

4. Defina a especialidade:

especialidade em dermato

  1. Especialidade específica

Qual será a especialidade de seu consultório ou clínica? É cada vez mais comum que profissionais, ao montar uma clínica dermatológica, escolham um nicho do mercado para se posicionar como especialista.

Sendo assim, é possível fazer com que sua clínica se torne referência na área, facilitando na hora de conquistar o público e obter credibilidade.

Ou seja, vale escolher os tipos de serviços oferecidos de acordo com as especialidades dos médicos dermatologistas envolvidos no seu negócio.

  1. b) Especialidades diversificadas 

especialidades diversas em dermatologia

No caso de querer ter uma clínica com outros dermatologistas, mas oferecendo serviços diferentes, ou até mesmo, médicos de diferentes especialidades, é interessante oferecer, aos seus pacientes, diferentes procedimentos na clínica.

Dessa forma, por exemplo, se você for um dermatologista focado em cirurgia voltada para estética, vale apostar em um profissional  focado em tratamentos de pele, como cauterização química, isso vai atrair mais pacientes, já que poderão realizar desde procedimentos simples, até uma cirurgia, em um mesmo local.

Sem falar que oferecer dermatologistas de diferentes especializações pode tornar seu consultório uma referência em dermatologia, proporcionando  um diferencial importantíssimo em um mercado cada vez mais concorrido..

5. Capriche na escolha da equipe

Da atendente ao estagiário, é fundamental contar com uma boa equipe médica e administrativa.

Embora não exista um número específico de funcionários para recomendação, o ideal é que, o número de funcionários seja de acordo com o porte do seu negócio, com profissionais criteriosamente escolhidos para cada área da clínica.

No mais, não economize na hora de contratar o(s) atendente(s), não adianta nada investir em um belo local, com aparelhagem de ponta se o seu atendimento não for de excelência.

Por isso, treine seus funcionários para que representem muito bem sua clínica, ou consultório, respondendo sem pressa e com muita paciência e simpatia todas as perguntas feitas pelos pacientes.

6. Estabeleça a rotina de atendimento

rotina de atendimento dermatológico

Pronto, equipe estruturada, chegou a hora de definir a rotina de atendimento. Como será a rotina da clínica? Defina os dias e horários de funcionamento.

7. Planeje a gestão do seu consultório

Para ter um consultório de dermatologia de sucesso é preciso muito planejamento estratégico, não apenas na hora da abertura, mas também na sua gestão.

E vale saber que quando falamos em gestão, significa diferentes aspectos, desde controle financeiro, organização de processos, treinamento dos colaboradores, regularização e até mesmo atividades do dia a dia, como organização da agenda médica.

Infelizmente, administrar uma clínica, ou consultório, não é ensinado em nenhuma faculdade de medicina, por isso, a princípio, pode ser desafiador.

Assim sendo, caso não tenha alguém para exercer essa função, ou mesmo, não queira investir em alguma ferramenta de gestão, como um software médico,

para evitar os erros mais comuns, a dica é planejar com cuidado como será a rotina da gestão do seu consultório.

Reserve um tempo para organizar suas finanças e documentos, verificar se tudo está de acordo com as normas do CFM (Conselho Federal de Medicina), sem contar é claro, com a gestão dos colaboradores.

Uma dica é definir quais dias da semana irá reservar para realizar todas essas atividades, além de planejar os próximos meses com antecedência.

8. Crie um bom site

Certamente, quem não investir na imagem digital não vai poder competir com clínicas mais novas, por isso, é fundamental ter um bom site, dessa forma poderá alcançar cada vez mais clientes, e quanto mais bem feito for o site, mais irá conquistar autoridade no assunto.

Por isso, invista em um bom site, com um design interessante e intuitivo, com informações sobre endereço, horário de atendimento.

9. Invista em Marketing médico

Atualmente, quem quer ganhar visibilidade e atrair cada vez mais pacientes, precisa contar com uma boa divulgação, mais especificamente, com um bom marketing digital.

É preciso ter em mente que nesse mundo tão conectado e presente nas redes sociais, não ter presença digital é quase como não existir.

Por isso, é preciso  investir em marketing digital, para que seus pacientes e futuros pacientes conheçam sua clínica e se interessem pelos seus serviços e tratamentos.

Assim, ter um site, uma boa identidade visual e um trabalho de marketing são estratégias fundamentais para se destacar nesse mundo cada vez mais competitivo.

Enfim, através de um bom trabalho de marketing conseguirá melhorar o posicionamento de sua marca, aumentando o número de pacientes e melhorando seu relacionamento com eles através de estratégias utilizadas em veículos de comunicação, como redes sociais, por exemplo.

10. Invista em redes sociais

Ainda dentro do marketing digital, mas é tão importante que merece um destaque a parte, estão as redes sociais, elas são atualmente a principal ferramenta de marketing, já que lá estão os seus pacientes.

Por isso, invista em um bom trabalho, contratando a ajuda de profissionais que saberão como fazer delas uma forma de promover seus serviços.

É preciso aproveitar e compartilhar seus conteúdos, fotos da clínica, para que as pessoas conheçam sua clínica, ou consultório, e que seus pacientes e futuros pacientes interajam com você.

Vale apostar em vídeos, stories, lives, e sempre postagens informativas, relevantes dentro de sua área de atuação.

FICOU ALGUMA DÚVIDA SOBRE PROSPECÇÃO DE PACIENTES? AGENDE UM BATE-PAPO SEM COMPROMISSO.

× Chat WhatsApp