fbpx

SEO para Médicos

SEO para Médicos (Otimização de Sites para Mecanismos de Busca, ou seja, Ranquear seu Site no Topo do Google)

Na área médica, cada vez mais competitiva, todo profissional, ou clínica, busca estratégias para se destacar. E, sem dúvida, uma das formas mais eficazes de um médico, ou clínica, conseguir chamar a atenção, é apostando em uma boa estratégia de marketing digital.

A internet se tornou uma ferramenta essencial para divulgar ideias, dúvidas, serviços, enfim, fazendo com que, cada vez mais, os médicos passem a aderir às ferramentas de marketing digital, visando atrair novos clientes.

Vale saber que, atualmente, 72% das pessoas pesquisam online antes de entrar em contato com um médico – por isso, para ter sucesso, você precisa estar no topo dos resultados de pesquisa do Google, o que só um bom trabalho de SEO para médicos permite.

Por isso, para ser eficaz, toda estratégia de marketing digital deve incorporar o SEO.

O que é SEO para médicos?

Para entender a importância de um bom trabalho SEO, primeiramente, é preciso saber o que significa SEO, que é a sigla do termo em inglês Search Engine Optimization, o qual constitui um conjunto de estratégias que visam otimizar um site, ou blog, para que o mesmo possa aparecer nas  primeiras posições quando alguém pesquisar por algo relacionado a ele.

Por exemplo, imagine que você, ou sua clínica, tenha como especialidade a Cardiologia. Quando um cliente em potencial digitar no mecanismo de busca algo relacionado a esse campo, de acordo com as palavra-chave previamente definidas no trabalho SEO você, ou sua clínica, aparecerá nas primeiras posições.

Vale ter em mente, no entanto que o SEO para médicos, ou sites de saúde, é focado em otimizações on page avançadas, em especial os atributos E-A-T (expertise, autoridade e confiabilidade), que prevê maior rigor na classificação das páginas.

Como surgem a cada dia mais páginas na Internet, o Google está sempre aprimorando a infraestrutura do seu buscador e dos seus mecanismos de indexação, classificação e ranqueamento, o que torna ainda mais importante contar com um bom trabalho SEO no seu site.

Na verdade, o Google está sempre procurando formas de armar o algoritmo contra práticas indevidas de otimização, justamente, para entregar as melhores e mais confiáveis informações para o usuário, principalmente, por serem páginas capazes de influenciar o bem-estar e saúde das pessoas.

Principais práticas de uma estratégia de otimização

Sem entrar mais fundo nas configurações ou técnicas de SEO, vamos mostrar aqui aqueles itens básicos que não podem faltar em uma boa estratégia de marketing:

HTTPS

O protocolo SSL garante que as informações fornecidas em seu site sejam criptografadas, sendo um critério de ranqueamento do Google.

URLs amigáveis

É preciso que os endereços do seu site sejam intuitivos e padronizados.

SEO mobile

O site deve ser responsivo e estar alinhado às regras de Mobile Friendly e Mobile First Index.

Blog

Essenciais para gerar tráfego e começar uma maior interação com a sua audiência.

Sitemap

Serve para otimizar a indexação dos motores de busca.

Google Search Console

A plataforma do Google que ajuda a identificar erros e monitorar uma estratégia de SEO.

Meta descriptions

Mesmo que não contribuam muito para o ranqueamento, as metas descrições complementam os títulos e ajudam a atrair visitantes.

Heading tags

É fundamental que os títulos dos seus artigos sejam configurados com as tags H1, H2, H3 e H4.

Otimização de imagens

As imagens devem ser leves e apresentarem o atributo “alt text”.

Otimizações para velocidade

A compactação de dados, correção de redirecionamentos, são algumas das ações que ajudam a acelerar o carregamento de páginas.

Como o Google “enxerga” sites e conteúdos sobre saúde

Em páginas classificadas pelo Google como YMYL (Your Money or Your Life, que, traduzindo, significa Seu dinheiro ou sua vida), que são aquelas cujo conteúdo é capaz de impactar a estabilidade financeira, a segurança, bem estar ou a saúde dos usuários, o rigor costuma ser bem mais alto.

Geralmente, são enquadradas nesse grupo páginas que apresentam informações oficiais, financeiras, legais e médicas, por isso, o grande buscador exige um cuidado e rigor maior na produção de seus conteúdos, assim como, na sua otimização.

Nessa hora que um bom trabalho de SEO faz toda a diferença, já que os atributos E-A-T (Expertise, Authoritativeness and Trust, ou expertise, autoridade e credibilidade), são rigidamente avaliados pelos especialistas do Google interferindo no ranqueamento do site.

Embora não se saiba como essa “auditoria” é realizada pelo algoritmo do Google, um bom trabalho SEO vai garantir que esses atributos sejam respeitados.

EXPERTISE
especialidade

Por se tratar de páginas que podem afetar a vida das pessoas, o Google entende que as páginas YMYL devem ser produzidas com um maior rigor nas informações, ou seja, por pessoas competentes, como autoridades, profissionais ou especialistas da área.

Porém, isso não significa que todos os artigos devam ser escritos por médicos ou nutricionistas, por exemplo, mas as informações deverão ter um embasamento científico, com a devida supervisão dos conteúdos.

AUTHORITATIVENESS
autoridade

Como o próprio nome sugere, esse atributo se baseia na autoridade representada, até as credenciais de um médico, na condição de profissional, podem ser analisadas e consideradas.

Por isso, o SEO deve disponibilizar informações sobre o profissional responsável pelo site, no caso, o médico, assim como, buscar menções sobre o mesmo em sites da área, contribuindo para aumentar sua autoridade.

TRUST
credibilidade

Até mesmo para criar autoridade, que é um dos atributos considerados, é fundamental passar credibilidade, cuja avaliação é, principalmente, centrada na qualidade do conteúdo, como informação de dados ou estudos em cada artigo publicado, os quais devem apresentar links para as fontes principais, para que sejam confiáveis.

Fora isso, o uso de termos técnicos e científicos podem ajudar a demonstrar expertise, porém, devem ser acompanhados por explicações, no caso do conteúdo ser dirigido a públicos leigos.

Confira 10 dicas para rankear melhor o seu site!

Como já deve ter dado para perceber, nenhuma prática de SEO sozinha faz milagre, até porque, cada uma delas funciona como complemento de outras e, por isso, cada estratégia deve ser muito bem pensada. Confira abaixo as 10 dicas básicas de SEO para médicos.

OFEREÇA TRANSPARÊNCIA NOS DADOS (E-A-T DO SITE)

Sites de saúde, seja de empresa ou profissionais liberais, precisam deixar o mais claro possível para usuários e buscadores que são reais e confiáveis. Por isso, é fundamental exibir:

-Página institucional: “Quem somos”, “A Empresa”, “Biografia” etc, aproveite esse espaço para falar sobre sua carreira, a história da sua empresa, valores, tudo que for relevante sobre sua empresa, ou você, que possa fortalecer os atributos E-A-T ;

-Cadastros e credenciais: CNPJ e atividade principal da empresa, ou formação, registro e função do profissional responsável (no rodapé ou em uma página institucional);

-Informações de contato: endereço, email e telefone (no rodapé ou na página “Contato”);

-Funcionamento do site: caso trabalhe com cadastros, assinaturas ou outras funções;

ENFATIZE OS PERFIS PARA SEUS AUTORES (E-A-T DOS AUTORES)

Considerando os atributos E-A-T, é preciso apostar nas otimizações voltadas para os autores do site, em especial os profissionais ou especialistas.

Nesse sentido, vale exibir as credenciais do autor, de preferência, no topo do site, para que os usuários (e o Google) imediatamente relacionem o conteúdo a alguma autoridade no assunto.

Não é demais ressaltar que a plataforma WordPress facilita bastante essa parte, já que possui alguns temas voltados, exclusivamente, para clínicas, ou médicos, não sendo necessário perder tempo com tantos ajustes. Sem falar que na plataforma, também, é possível contar com diferentes plugins que permitem  inserir links para sites pessoais e redes sociais.

CRIE HIERARQUIA DE CONTEÚDOS

Para que possa ser bem ranqueado pelos mecanismos de busca, é preciso que seu conteúdo tenha uma estrutura hierárquica, facilitando a usabilidade por parte dos usuários.  

Um bom trabalho SEO deve usar como estratégia a seguinte organização:

-Conteúdos principais (post pilar):materiais mais amplos, técnicos e detalhados — produzidos por profissionais (E-A-T);

-Cluster (conteúdos adicionais): materiais complementares que contribuem com a experiência do usuário (esclarecendo termos, contextualizando tópicos ou apresentando dicas relacionadas, por exemplo).

Obedecendo a essa estratégia, o conteúdo principal pode ser relacionado a vários conteúdos adicionais, sendo a frequência das publicações mais importante que a quantidade.

Uma dica é agrupar o conteúdo por assuntos ou temas, não exigindo a criação de categorias e tags no seu blog. Nesse caso, a atenção seria voltada aos links internos.

APOSTE EM LINKS INTERNOS

Já falamos, por alto, sobre os links internos, que fazem parte de uma boa estratégia de marketing, ou seja, de um trabalho de SEO para médicos. Eles são fundamentais para que os buscadores reconheçam a hierarquia dos seus conteúdos.

Nesse sentido, considerando que assim como os visitantes de seu blog, os robôs dos mecanismos de busca fazem uma completa varredura no seu site por meio dos endereços e hyperlinks, a dica é criar caminhos criteriosos para conduzir os visitantes.

Ou seja, levar os visitantes a linkarem para outros conteúdos dentro de seu site, ou blog, sempre de acordo com as características de cada conteúdo.

BUSQUE SER REFERENCIADO EM SEO PARA MÉDICOS

E certamente, em uma boa estratégia de marketing, um bom trabalho SEO, um dos principais fatores de ranqueamento não pode faltar, o link building com seus backlinks, que são aqueles links de outros sites apontando para suas páginas. 

Quando sites com determinada autoridade (respeitados) usam seus conteúdos como referência, o Google atribui autoridade ao seu domínio.

Existem três formas de conseguir indicações externas, são elas:

-Oferecendo conteúdo de qualidade: ao produzir materiais relevantes, a tendência é que sejam referenciados naturalmente;

-Guest posts: parceria onde você (ou seu autor) publica no blog de outra empresa ou profissional, e vice-versa;

-Publieditoriais: publicações patrocinadas em portais, jornais, ou revistas, geralmente, usadas para fins de divulgação de marcas, serviços ou produtos.

ADOTE PALAVRAS-CHAVE LONG TAIL

A estratégia de usar palavras-chave long tail, ou cauda longa costuma funcionar muito bem. Para quem não sabe, elas são aquelas com maior número de palavras, mostrando assuntos específicos.

Assim, no caso de um SEO para médicos, podemos citar os seguintes exemplos de busca:

-Head tail (cauda curta): sistema imunológico;

-Middle tail (cauda média):fortalecer o sistema imunológico;

-Long tail (cauda longa): alimentos para fortalecer o sistema imunológico.

Na verdade, embora o ideal seja que um conteúdo englobe palavras-chave de todos os tipos, ao apostar em uma estratégia do uso das long tails, isso pode ser uma poderosa fonte de tráfego qualificado.

CRIE CONTEÚDOS ELEGÍVEIS PARA OS FEATURED SNIPPETS

Subestimados por muitos, os featured snippets não podem ficar de fora de um bom trabalho SEO para médicos.

Para quem não sabe, os featured snippets são aqueles resultados destacados do Google trazendo um resumo de um artigo — geralmente o primeiro parágrafo.

Na verdade, observar esses resultados é uma boa forma de descobrir o que o buscador espera e, assim, se basear ao produzir novo conteúdo.

Ao conquistar esse tipo de resultado, com certeza, isso irá trazer mais visibilidade e autoridade para seu site.

Para que seu artigo consiga esse tipo de destaque, basicamente, é preciso que ele tenha as seguintes características:

  • consiga esclarecer a palavra-chave, logo no início do artigo;
  • consiga oferecer um conteúdo autêntico, e se aprofundar no assunto;
  • promova interação com o público, com muitos comentários sobre o tema abordado.

MELHORE A EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO

Sua página não só deve apresentar conteúdos bem trabalhados, sobre o assunto a que se propõe, como deve levar em conta a usabilidade, ou seja, deve oferecer recursos que facilitem a navegação, tais como:

  • menus gerais e para tópicos específicos;
  • campos de buscas bem visíveis;
  • índices, no caso de oferecer variadas informações;
  • áreas que reúnam temas muito buscados, como sintomas, bem-estar e emergências;

Vale lembrar que o mobile atualmente é a principal forma de acesso, por isso, na hora de trabalhar o SEO, é preciso considerar a velocidade das páginas.

SIGA OS PRINCÍPIOS DO QRG

O QRG (Quality Raters’ Guidelines) é um documento disponibilizado pelo Google sobre boas práticas de SEO.

Uma dos princípios desse documento diz respeito à apresentação das páginas e dos sites, que devem apresentar um claro propósito ou benefício.

Segundo o QRG, as características de uma página de alta qualidade são:

  • que site, autores, artigos ou informações presentes nas páginas tenham um alto nível de E-A-T;
  • que possua um número considerável de conteúdos principais de alta qualidade;
  • ofereça informações detalhadas sobre o responsável pelo site ou o atendimento ao cliente, principalmente, se a página incluir transações financeiras;
  • que o site responsável pelo conteúdo principal tenha boa reputação na web.

Por outro lado, o QRG discrimina as seguintes características:

  • conteúdos de baixa qualidade ou irrelevantes:textos muito curtos, com pouca profundidade, sem coerência ou qualquer embasamento científico;
  • páginas neutras: cujoslayout, organização e dados não esclarecem seu propósito;
  • títulos sensacionalistas: o CFM, inclusive, proíbe essa prática ;
  • excesso de publicidade: anúncios em excesso costumam distrair e afastar o leitor, além de dificultar a leitura.

PRIORIZAR A QUALIDADE DO CONTEÚDO

Embora outras estratégias SEO também ajudem a ranquear, sem dúvida, essas são as mais básicas e certeiras, porém, elas de nada valem se não for dada a devida atenção à qualidade do conteúdo, que é o fator mais valorizado pelo Google, portanto deve ser priorizado.

Por isso, procure oferecer um conteúdo de qualidade, bem escrito e agradável de ler, com parágrafos curtos e informações relevantes, evitando alguns erros comuns que não são bem vistos pelo Google, como repetir exaustivas vezes, e sem critérios, a palavra-chave.

Vale saber que o Google, já percebendo essas estratégias por parte de alguns sites, constantemente, muda seu algoritmo que, para quem não sabe, é o responsável por filtrar e entregar as informações nas páginas de resultado, de acordo com a busca de cada usuário e seus fatores de ranqueamento.

Por fim, vale a dica, de não apenas procurar acompanhar os resultados e fazer boas pesquisas de palavra-chave, mas procurar se colocar no lugar do leitor, sem dúvida, é a melhor forma de se manter relevante e virar referência. Conte com a DNA Marketing Médico para posicionar seu Site Médico no topo do Google.

Interessado(a) em

Agendar Mais Consultas?

Preencha o formulário​ abaixo e Agende uma Demonstração e saiba como podemos te ajudar a trazer mais pacientes consistentemente

× Chat WhatsApp