Manual de identidade visual para médicos

manual de identidade visual

A identidade visual para médicos não pode ser ignorada. É por meio dela que sua marca e seus valores se tornam conhecidos do grande público.

As imagens conseguem ser mais persuasivas e de fácil compreensão. Comunicam em um nível emocional primário e, portanto, pelo seu grande poder de comunicação, assumem uma grande responsabilidade: passar a mensagem correta.

Assim, a identidade visual para médicos acaba sendo de enorme importância para qualquer estratégia de comunicação e marketing, seja de um consultório ou clínica.

Então, para garantir que seus recursos visuais estejam se comunicando da forma correta, apresentaremos aqui um manual de identidade visual para médicos. Com ele, você entenderá a importância de transmitir por imagens, seus valores e ideais.

 O que é identidade visual?

identidade visual

A identidade visual diz respeito aos elementos gráficos e visuais que conseguem passar valores, ideais, respeito, segurança e autoridade de uma marca ou serviço.

Ela é composta pelo conjunto de elementos, logomarca, cores e tipografia. Seu objetivo é transmitir o conceito da marca, com foco no serviço prestado e no paciente.

A identidade visual para médicos é de extrema importância na hora de passar valores como segurança, cuidado, autoridade. Ela ajuda o profissional médico a ser mais facilmente identificado, além de gerar aproximação com o paciente.

E mais, uma boa identidade visual consegue trazer reconhecimento, profissionalismo e maior credibilidade.

A identidade visual devem se estender ao site, redes sociais, uniforme dos funcionários, consultório ou clínica, itens gráficos, como cartões de visitas, prontuários, materiais de divulgação (flyers, cartazes e outdoors), etc.

Qual a importância da identidade visual?

importancia identidade visual

É impossível falar em identidade visual assertiva sem mencionar o McDonalds. Ele virou referência em logomarca e identidade visual de sucesso.

Imagina você chegar a uma lanchonete do McDonalds e encontrar os funcionários vestindo azul, verde ou qualquer outra cor? Com certeza, você achará que entrou em uma loja errada. Isso acontece porque seu inconsciente já associa a rede às cores, vermelho, amarelo e branco.

Na verdade, isso é resultado de uma excelente identidade visual, que consegue promover reconhecimento imediato, mesmo à distância.

 

Outro bom exemplo de uma identidade visual de sucesso é a da MasterCard. Inclusive, após décadas adotando o nome junto à logo, ela passou a adotar apenas os dois círculos, facilmente identificados pelos clientes.

 

 

E esses exemplos servem também para explicar a importância da identidade visual para médicos. Ela deve ser trabalhada por muitos motivos, mas sem dúvida, o principal é poder definir, visualmente e de forma bem prática e direta, o perfil da clínica ou especialidade médica.

Com certeza, por mais delicioso que um lanche do McDonalds possa ser, ele não teria a força que tem se não tivesse uma logomarca tão bem trabalhada em todo o mundo. Podemos encontrar lojas diferentes, porém sempre com a mesma identidade. Ou seja, fáceis de identificar desde a logomarca, até as cores usadas, os uniformes.

Já na saúde, um bom exemplo de logomarca é a Unimed. Tanto seu ícone, elemento gráfico e tipografia, podem ser usados juntos ou separados, sendo facilmente associados à marca.

É importante entender que a identidade visual leva ao reconhecimento e valor de uma marca ou serviço, trazendo a sensação de familiaridade e proximidade.

De uma forma generalizada, a identidade visual é responsável por promover um forte sentimento de identificação, confiança, pertencimento e engajamento em relação às marcas ou serviços.

O que é branding e qual sua importância?

branding

Quando se trata de identidade visual, é impossível pensar em sucesso sem que o mesmo passe pelo branding. Mas, afinal, o que é branding, para que ele serve?

Branding nada mais é que um conjunto de estratégias de gestão da marca. Seu objetivo é torná-la reconhecida e presente no mercado. Ou seja, o branding vai além da identidade visual, já que sua intenção é construir uma imagem junto ao público.

Nesse sentido, o branding considera valores importantes que a empresa busca associar à sua marca, usando elementos como logomarca, cores, forma de se comunicar, a linguagem, slogans.

Por meio de um bom trabalho de branding, é possível criar uma identidade, trabalhada em seus conteúdos visuais.

E mais, nunca foi tão importante saber gerir sua marca, principalmente, em um cenário de alta competitividade entre profissionais.

É através dessa estratégia que se torna possível criar uma conexão emocional com seus pacientes e demonstrar seu diferencial.

Ao trabalhar a identidade visual de forma estratégica, fica mais fácil se estabelecer no mercado, atraindo e fidelizando pacientes.

Para isso, vale investir em ações, seja organizando, patrocinando ou participando de eventos. No entanto, é importante ser coerente.

Quer atrair e fidelizar pacientes? Confira Veja como atrair e fidelizar pacientes com o marketing médico.

Por que investir na identidade visual para seu perfil profissional ou clínica médica?

Um erro muito comum é achar que só empresas precisam investir em uma identidade visual. Na verdade, estamos na era da imagem, onde ela fala mais alto que mil palavras.

Hoje todos possuem um celular, com câmera, sempre à mão. As redes sociais estão lotadas de pessoas vendendo sua imagem, revelando suas personalidades e talentos por meio de cliques.

E é importante ter em mente que a identidade visual está diretamente ligada a valores, objetivos e missão, é ela que chega primeiro ao paciente. Por isso, é fundamental saber o que deseja transmitir ao seu paciente e como fazê-lo. 

Responda francamente, você sentiria mais segurança em se tratar numa clínica onde tudo é padronizado, ou numa clínica improvisada, sem nome, obedecendo padrão nenhum? 

Nem precisa responder, afinal, gostamos de perceber profissionalismo e investimento, seja na área que for.

E a criação da identidade visual vai mais além de uma simples preocupação estética. Ela é realizada visando padronizar e elaborar o perfil gráfico de uma empresa, demonstrando cuidado, seriedade e profissionalismo.

Por isso, a identidade visual deve, SIM, ser tratada com muita seriedade, considerando o público alvo e mensagens que se deseja passar para os pacientes.

Uma identidade visual bem construída pode atrair mais pacientes?

A resposta nem poderia ser outra: SIM. A identidade visual facilita o reconhecimento e transmiti uma série de valores e sensações aos pacientes como organização, seriedade, cuidado, autoridade, profissionalismo.

Com certeza, o fato de ter todos os seus materiais padronizados garante credibilidade e confiança.

Acredite, a sua marca, símbolos e elementos ficam na mente do paciente ajudando a passar familiaridade e reconhecimento.

 

Quando falamos em identidade visual, estamos falando em todo o trabalho de padronização, que vai desde a logomarca para médicos até a paleta de cores, que deve se estender ao consultório, uniforme, decoração e matéria gráfico, em geral.

Enfim, pesquisas comprovam que construir, de forma assertiva, a identidade visual de uma clínica ou consultório atrairá mais pacientes. E isso acontece pelo fato dela acabar sendo um ponto de conexão entre marca e público.

Quais os elementos da identidade visual?

Como já vimos, a identidade visual é toda a linguagem visual de uma marca que visa traduzir valores e ideias. Assim, vamos conferir agora alguns dos principais elementos usados para auxiliar na identidade visual:

Gráficos

Basicamente, é uma comunicação visual, que pode ser em forma de imagem, texto ou desenho.

Tipografia

São as letras usadas na programação visual, que podem vir em diferentes fontes, formas ou estilos. E, ao contrário do que muitos imaginam, existe muito estudo por trás da escolha da tipografia na programação visual.

Acredite, uma fonte pode dar o tom correto, ou não, à mensagem que quer transmitir.

Paleta de cores

Esse é um elemento muito importante na programação visual, mas, infelizmente, ainda muito subestimado. Por isso, a importância de entregar a programação visual nas mãos de profissionais experientes, que saberão escolher a cor exata, o tom e matizes.

 A cor jamais deve ser escolhida pela preferência, mas pelo que ela transmite, no recado que passará aos pacientes.

É preciso ter em mente que, quando usada corretamente, uma paleta de cores pode gerar resultados surpreendentes no paciente.

É fundamental saber que as cores utilizadas não devem parar na logomarca. Elas devem ser usadas também na clínica, ou consultório, uniformes, sites, redes sociais, material gráfico, etc.

Ativos físicos da marca

Quando se trata de identidade visual, os ativos físicos não podem ficar de fora. Para quem não sabe, eles são os objetos materiais da clínica ou consultório que contribuem para identidade visual da marca.

E estão na listinha também o layout e o design da clínica ou consultório, os uniformes dos funcionários e tudo mais que está no consultório.

O importante é saber que tudo ajuda a passar uma mensagem aos pacientes, até mesmo, a falta de um padrão.

Quando se trata de identidade visual, os ativos físicos não podem ficar de fora. Para quem não sabe, eles são todos os objetos materiais da clínica ou consultório, os quais contribuem para a identidade visual da marca.

E estão na listinha também o layout e o design de uma clínica ou consultório, os uniformes que os funcionários que lidam com os pacientes usam, enfim, tudo que está no consultório.

O importante é saber que tudo ajuda a passar uma mensagem aos pacientes, até mesmo, a falta de um padrão.

Como construir a identidade visual para médicos?

manual de identidade visual

Agora que você já sabe a importância da identidade visual para médicos, chegou a hora de conhecer como criá-la. 

1. Saiba quem é seu público-alvo

Primeiro, é preciso saber quem são seus pacientes. E uma boa forma de definir seu público-alvo é respondendo as seguintes perguntas:

  • Qual é o meu público-alvo? Homens, mulheres, crianças, jovens ou idosos?
  • Você planeja criar a identidade visual para um hospital, clínica ou consultório médico?

É fundamental saber essas respostas para, só então, partir para a criação da identidade visual para médicos. 

Dessa forma, você poderá escolher e direcionar melhor os elementos gráficos, paleta de cores, tipografia.

2. Invista em profissionais especializados

Se você não tem a menor intimidade com design, é importante deixar essa parte nas mãos de um bom profissional. É ele que vai saber direcionar melhor sua marca, de acordo com seus valores e objetivos.

Nesse sentido, vale apostar em plataformas já reconhecidas no mercado, como a DNA Marketing para Médicos.

3. Acerte na escolha das cores

Como já vimos, a cor é um dos elementos principais na hora de pensar na identidade visual de sua marca. Ela consegue transmitir uma série de sentimentos e sensações, tais como paz, esperança, alegria, saúde.

4. Aposte em uma logomarca representativa

É preciso ter em mente que uma logomarca é muito mais do que um enfeite, ele é a representação gráfica de sua clínica, ou consultório. Ela não só fará parte da sua identidade visual, também será o primeiro elemento visto por quem busca o médico ou clínica.

Por isso, é fundamental considerar muitos fatores na hora de criar uma logomarca, utilizando símbolos que representem diretamente o seu trabalho, ramo ou especialidade.

Todos os elementos da logomarca devem ser bem combinados para facilitar na hora de aplicá-la em qualquer lugar, desde uniforme a itens de papelaria.

Sem dúvida, a logomarca é a porta de entrada de uma clínica ou consultório. Por isso, ela deve ser criada por profissionais para o resultado ser impactante e significativo.

5. Obedeça a um padrão

A padronização remete à organização, profissionalismo, cuidado. Por isso, ter uma identidade visual padronizada, faz com que os pacientes se sintam mais ligados e capazes de associar diretamente essa identidade ao consultório.

Investir em um mesmo padrão nos artigos de papelaria, site, redes sociais e espaço físico, faz com que sua marca fique gravada na mente do paciente, ajudando a consolidar sua identidade visual.

6. Invista em marketing e divulgação

E não basta investir em bons profissionais para criar uma boa identidade visual. É preciso, após sua elaboração, trabalhar com afinco e aplicá-la!

Por isso, é fundamental investir em marketing e divulgação de sua clínica ou consultório. Vale imprimir materiais contendo a sua identidade visual para médicos, fazer cartões de visita, utilizar seus símbolos e logotipo no seu site, redes sociais e e-mail.

Acredite, se seguir esses passos, sua marca ficará gravada na mente dos pacientes.

7. Aposte também em marketing digital

É preciso entender que estamos vivendo na era digital, por isso, é fundamental trabalhar, o marketing digital. 

Para isso, use as redes sociais, invista em conteúdos informativos e interativos, isso elevará o nome de sua marca, trazendo reconhecimento e autoridade junto aos seus pacientes.

Quer saber mais sobre marketing digital para médicos? Leia nosso artigo Marketing digital para médicos: como bombar no Instagram.

Onde encontrar uma agência de marketing médico que faça tudo isso?

Uma agência de marketing médico desempenha um papel fundamental na construção de uma identidade visual para médico eficaz.

Mas onde encontrar uma boa agência de marketing médico?

Se você deseja contar com uma equipe de profissionais especializada em marketing médico, conheça a DNA Marketing Médico.

Aqui você encontra diversos serviços, desde a criação da logomarca, criação de um site profissional e links patrocinados, até a gestão das suas redes sociais com técnicas e ferramentas que com certeza levarão seu negócio para outro patamar.

Então, não perca mais tempo, venha conversar com um de nossos especialistas e comece agora mesmo a construir e fortalecer sua marca pessoal, atrair e fidelizar pacientes com a ajuda do marketing médico!

Entre em contato!

FICOU ALGUMA DÚVIDA SOBRE PROSPECÇÃO DE PACIENTES? AGENDE UM BATE-PAPO SEM COMPROMISSO.

× Solicitar Orçamento