fbpx

Identidade visual para médicos, por onde começar?

Identidade visual: Como começar?

Que estratégia você usaria para se destacar em um ambiente tão competitivo como o da saúde? Como ser uma referência em sua área? Como ganhar notoriedade?

Para essas perguntas, e muitas outras, a resposta está em investir em uma boa estratégia de comunicação, ou seja, em uma boa identidade visual, a qual vai garantir o destaque, notoriedade e fazer com que sua clínica, ou consultório, se destaque da concorrência.

Mas, será que você sabe o que é Identidade Visual, sua importância e o que deve fazer para adotá-la como estratégia?

Pensando nisso, resolvemos mostrar aqui um pouco de sua importância e como começar a adotar essa estratégia AGORA e conseguir se diferenciar nesse setor tão competitivo.

O que é identidade visual?

Identidade visual 1

Basicamente, identidade visual nada mais é do que um conjunto de elementos visuais que, combinados, vão refletir sua marca, nome, clínica, especialidade…

Os elementos que ajudam a compor uma identidade visual são: cores; formatos; tipografia; imagens e frases.

Ou seja, os elementos, juntos, devem conseguir expressar um conceito, especialidade ou valores.

Médicos precisam de identidade visual?

Identidade visual 2

Na verdade, se antes uma imagem valia mais que mil palavras, atualmente, o poder da imagem é muito maior.

Assim sendo, a identidade visual é importante em todos os setores, e com o da saúde isso não é diferente.

Ou seja, a resposta é SIM! Porém, é preciso entender que a identidade visual vai muito além do cartão de visitas, pois ela var representar visualmente seu consultório, ou clínica, vai definir como seus clientes vão lhe identificar.

Portanto, não resta dúvida de que deve, SIM, colocar o desenvolvimento da identidade visual como parte de sua estratégia de marketing.

A identidade visual não só vai ajudar a valorizar o seu atendimento, como aumentar sua credibilidade e autoridade em seu setor, sem falar que, um bom trabalho, vai tornar sua marca facilmente “reconhecível”.

É preciso entender que os tempos são outros, enquanto há décadas atrás o boca a boca era a melhor forma de ganhar reconhecimento, hoje quem não tem uma identidade visual, uma presença digital, com certeza, não consegue se destacar num mercado tão competitivo como o da saúde.

O fato é que, independentemente do tamanho e do tipo de sua clínica ou consultório, é preciso se preocupar com a sua imagem perante o público, sendo fundamental que a identidade visual transpareça cuidado, profissionalismo e segurança.

O processo da Identidade Visual para médicos

Identidade visual 3

Geralmente, se entende a logomarca como identidade visual, porém, embora ela seja um elemento importante, uma identidade visual vai muito além disso.

Construir a identidade visual para sua clínica médica passa por um processo que vai além de usar suas cores prediletas na logomarca, paredes, uniformes, enfim, envolve muita pesquisa e desenvolvimento.

É preciso que sua clínica, ou consultório, envie a mensagem correta a seus pacientes, desde profissionalismo, cuidado, segurança, limpeza, autoridade e etc.

Como já foi dito, a Identidade Visual não se resume à logomarca, ela vai mais além, e deve representar visualmente sua clínica ou consultório, seja no mundo físico como no digital, utilizando um mesmo padrão.

Como é o processo de criação da Identidade visual para médicos?

A identidade visual para médicos funciona como em qualquer setor, ou seja, ela é um processo que envolve vários elementos e é bem abrangente, resumindo, a grosso modo, podemos dividir e três fases básicas esse processo:

1.Descobrir qual sua clientela (público-alvo)

Não tem como definir uma identidade se ela não for compatível com sua clientela. Por exemplo, usar uma logomarca toda colorida, com fonte manuscrita, se sua clientela for adulta, na faixa dos 30/40 anos, esse tipo de logomarca seria mais condizente para um consultório pediátrico, por exemplo.

Então, é preciso saber se sua clientela é formada apenas por crianças, homens, mulheres ou idosos. Se ela é generalizada, como no caso de oftalmologista…

Você trabalha com alguma especialidade? Pois será importante deixar isso sugestivo em sua identidade visual.

Tem alguma faixa etária ou classe social que deseja atingir mais?

Ou seja, uma identidade perfeita precisa considerar esses fatores para que seus objetivos sejam alcançados, vale fazer uma pesquisa mais aprofundada sobre sua clientela, seu público-alvo, para saber o perfil de seus pacientes, descobrir quem são seus pacientes para, só então, definir sua identidade visual.

2.Elaborar o Briefing

Identidade visual 4

Briefing nada mais é que a coleta dos dados para chegar à identidade visual de sua clínica, consultório… são as informações que deseja passar através de sua logomarca, fonte, paleta de cores.

Enfim, essa palavrinha difícil – briefing- é um passo fundamental dentro do processo da elaboração da identidade visual de sua clínica ou consultório.

Ela vai resumir todas as informações do seu negócio para, então, poder dar início ao processo criativo.

Primeiramente, é preciso definir uma identidade gráfica, a qual deve ser criada levando em conta os fatores levantados na pesquisa sobre seu público-alvo, para que o mesmo consiga chegar até ele de forma assertiva, clara e marcante.

Ainda nessa fase, deve ser definida a paleta de cores a ser usada em toda a sua comunicação visual.

É preciso entender que as cores possuem uma grande importância na identidade visual, tudo deverá obedecer a um mesmo padrão, e deve ser pensado de forma a não brigar com os diferentes itens de sua clínica. Por exemplo, considerar a cor do uniforme, das paredes, do mobiliário.

Considere que cada cor pode ter a capacidade de despertar diferentes emoções, ou sentimentos, não é para menos que clínicas e hospitais costumam investir no branco, verde, azul, que são cores relaxantes e que transmitem paz e aconchego.

Por isso, nessa fase do processo, vale pesquisar muito sobre cada cor e considerar sua especialidade, por exemplo, quando ela é voltada á infância, cores alegres costumam ser as mais usadas.

Por outro lado, quando o consultório é voltado para adultos, a preferência costuma ser cores mais sóbrias, com tons claros e calmos.

Ou seja, até a paleta de cores deve levar o seu público-alvo em consideração.

No mais, vale sempre considerar uma paleta de cor que transmita calma, segurança e limpeza.

Resumindo, a definição das cores faz parte de um fundamental processo dentro de qualquer briefing, principalmente, por que ela vai estar presente em toda a programação visual de sua clínica ou consultório, redes sociais, site…

E a elaboração do briefing não para por aí, essa etapa é a mais trabalhosa, pois depende dela para se ter uma identidade visual de sucesso.

É preciso entender que cada médico tem suas particularidades, seja o público-alvo, seja a especialidade, e a identidade gráfica deve conseguir comunicar isso, para tal, precisa considerar alguns fatores, tais como:

  • A junção de formas, fontes, cores e símbolos deve ser clara, harmoniosa e versátil.
  • Lembre-se que sua marca deverá ser aplicada em vários lugares (uniformes, receitas, placa, artigos de papelaria, cartão de visita), quanto mais direta e minimalista, mais fácil será trabalhar com ela. Sua marca precisa funcionar bem e ser legível em todos eles.
  • Aproveite esse processo para também pensar em sua identidade digital (site, redes sociais e blog), fundamental também.

Enfim, considere que uma mesma marca estampará sua placa, os uniformes da clínica, as receitas médicas, cartões de visita, redes sociais, o site, tudo deve ter um mesmo padrão, isso é a identidade visual, tudo deve estar padronizado.

3.Aplicar sua identidade visual

Pronto, feito o briefing, é hora de aplicar a identidade visual construída em cada item de seu consultório, ou clínica, no uniforme da sua equipe, aos objetos que compõem sua clínica médica.

Acredite, a identidade visual de um consultório, ou clínica médica, é fundamental na hora de transmitir sua imagem, fortalecer sua marca.

Comprovadamente, as pessoas tendem a confiar mais em um profissional quando o mesmo demonstra cuidado com os mínimos detalhes, e a decoração faz parte disso.

Tudo deve começar pela recepção, que é o primeiro contato de seu paciente com sua clínica, ou consultório, por isso, ela precisa ser caprichosa e atraente.

Após planejar a identidade visual da recepção, e consultório, e os materiais gráficos serem impressos e aplicados, é hora de pensar na divulgação.

Busque estratégias que consigam chegar ao seu público-alvo, as redes sociais são ótimas ferramentas para isso.

E mais, como você já sabe quem é seu público-alvo, sua clientela, isso vai facilitar na hora de saber a rede social que ela utiliza, a forma de se comunicar, o horário que costuma estar online, enfim, métricas a considerar para um marketing mais assertivo.

Lembrando que o marketing jamais deve ser subestimado, pois ele definirá a melhor forma de se comunicar com os pacientes.

Vale investir em profissionais experientes na hora de criar a identidade visual para médicos, hoje existindo muitas opções no mercado, com pacotes que cabem em diferentes bolsos.

Pronto, agora que já conhece todas as fases e como cada uma é importante, deve estar louco para colocar tudo em prática, mas não sabe por onde começar, não é mesmo? Pensando nisso, resolvemos mostrar aqui um passo a passo de como implementar a identidade visual em sua clínica, ou consultório.

Como começar a implementar a Identidade visual para médicos

Identidade visual 5

Já vimos que uma identidade visual para médicos é um assunto que deve ser levado a sério, já que é primeira percepção de seu paciente sobre você ou sua clínica, agora, papel e caneta nas mãos, confira como começar a colocá-la em prática:

1.Comece pelo planejamento

Esse é o primeiro passo na hora de desenvolver a identidade visual de sua clínica ou consultório, o planejamento.

Comece determinando qual o seu público. A quem vai atender? Pessoas de apenas um sexo? Qual a faixa etária preferencial?

Vale considerar que, embora um consultório de Pediatria, por exemplo, atenda crianças, a identidade visual deve focar, também, nos pais, enquanto uma clínica de Ginecologia o foco deve ser exclusivo nas mulheres.

Lembrando que é fundamental considerar a sua especialidade médica antes de definir a identidade visual.

2.Hora de criar a Identidade visual

Estamos revelando o passo a passo mas, certamente, a identidade visual para médicos é algo muito sério, portanto, deve ficar nas mãos de profissionais experientes, os quais, nessa etapa, colocarão em prática o briefing, ou seja, tudo aquilo que foi pesquisado e planejado para, então, poder definir:

Símbolos: Um símbolo tem a capacidade de despertar muitos sentimentos, sendo preciso tomar muito cuidado com a escolha do mesmo. Lembrando que ele deve estar em harmonia com a tipografia e a cor utilizada na logomarca.

Cores: é preciso haver um estudo, considerando o significado, efeito, mensagens, sentimentos, transmitidos através das cores, para que o profissional defina a que melhor se comunica com seus pacientes. Vale a dica: tons neutros passam a sensação de tranquilidade, aconchego e seriedade.

Tipografia:  o tipo de letra e fonte utilizada também é importante. Ela deve estar em harmonia com os desenhos e as cores escolhidas. Você pode optar por tipografia em itálico, bold, com serigrafia, e fontes que remetam “a escrita a mão, ou escrita de imprensa, passando mais objetividade e clareza.

A tipografia é muito importante, muitas vezes, inclusive, possui tanta personalidade que nem requer a presença de algum outro elemento gráfico, como é o caso de letras estilizadas.

Enfim, há muitas possibilidades na hora de criar logomarcas para médicos e vale a pena se dedicar a esse item fundamental dentro de uma identidade visual.

3. Comece a padronizar tudo

O terceiro passo é o de começar a dar sua cara em tudo que envolve sua clínica, ou consultório, que vai muito além de, simplesmente, colar sua logo na pede ou portas.

É importante que todos os conceitos desenvolvidos sejam aplicados, para poder criar uma eficiente identidade visual para médicos, sendo preciso pensar na harmonia, padronizando todos os espaços do sua clínica, ou consultório.

Ou seja, isso significa que precisa padronizar tudo, desde o mobiliário à cor das paredes, xícaras do cafezinho… quanto mais padronizado, mais sua marca ficará fortalecida entre seus pacientes.

E não se esqueça de levar esse mesmo padrão para o ambiente digital, é preciso que o paciente, ao acessar seu site ou redes sociais, sinta como se estivesse em sua clínica, ou consultório, consiga identificar sua marca facilmente.

4.Invista em marketing

Acredite, hoje quem não tem presença digital não existe. Quem não está presente na internet perde credibilidade, autoridade e, claro, clientela.

Mas, para isso, é preciso investir em qualidade, colocar sua clínica, ou consultório, nas mãos de quem sabe, e hoje existem profissionais capacitados e que cabem em qualquer orçamento.

Um bom trabalho de marketing vai garantir reconhecimento, um maior alcance, poder competir de igual com qualquer outra clínica, ou profissional, ou seja, garantir mais pacientes.

No mais, divulgar é fundamental para qualquer negócio, se antes o boca a boca era suficiente, hoje quem não está presente na internet não é visto, nem lembrado, e nesse sentido, vale apostar em sites, redes sociais e, até mesmo, no whatsapp.

Mas, por outro lado, principalmente, no caso de trabalhar com uma clientela mais velha, vale fazer uso da mídia mais tradicional, como jornal de bairro, rádio e televisão, por exemplo.

5. Procure um profissional

Por fim, o último passo é procurar a ajuda de um profissional experiente, pois, como podemos ver, não é nada simples elaborar, colocar em prática e depois trabalhar uma identidade visual para médicos.

É preciso entender que hoje é possível contratar profissionais por valores que cabem em seu orçamento, há muita oferta no mercado.

Mas, claro, a dica é apostar em quem já tem nome no mercado, como é o caso da plataforma DNA Marketing Médico, que vai poder suprir suas necessidades e ainda com o melhor custo benefício do mercado.

FICOU ALGUMA DÚVIDA SOBRE PROSPECÇÃO DE PACIENTES? AGENDE UM BATE-PAPO SEM COMPROMISSO.

× Chat WhatsApp